Calibrar pneu e verificar o nível do óleo: local interfere na medição?

Para conferir a calibragem dos pneus, o carro não precisa estar no plano, como no caso da verificação do nível do óleo do motor

Explicaram para um leitor do nosso AutoPapo que quando ele chegar no posto, tanto na hora de calibrar os pneus quanto a conferência do nível do óleo do motor, devem ser feitos num local plano – o carro não pode estar inclinado. E ele quer saber: é isso mesmo? Não; é isso mesmo só em parte.

Porque para conferir o nível do óleo, puxando ali a vareta, o carro tem que estar no plano. Porque caso esteja inclinado, o óleo lá no cárter pode ir para um lado ou para o outro e distorcer o resultado – a vareta pode apontar mais óleo do que tem de fato, ou menos.

Mas, em relação a calibrar os pneus a única observação é de que eles devem estar frios. Porque aquecidos, já tem o aumento da pressão com distorção da calibragem. Mas, tanto faz o carro estar ou não no plano.

 

Fonte: Autopapo.

Desgaste irregular nos pneus traseiros? Entenda as possíveis causas

Um desgaste irregular só deveria acontecer nos pneus dianteiros, se a suspensão estivesse desalinhada. Mas, por que também pode ocorrer nos pneus traseiros?

Se a maioria dos automóveis não exige alinhamento da suspensão traseira, como é que se explica pneus traseiros se desgastando mais na parte de dentro ou de fora?

Um desgaste irregular que só deveria acontecer nos pneus dianteiros, se a suspensão estivesse desalinhada. Mas existe uma explicação para isso: mesmo que não haja regulagem – alinhamento da suspensão traseira do seu carro -, pode haver um desgaste irregular dos pneus, provocado por um empenamento ou uma distorção de algum componente da suspensão traseira.

Por exemplo, eixo, ou braços ou molas, amortecedores ou alguma roda que sofreu uma pancada contra um meio-fio, uma guia. E a solução para isso é cara por exigir ou o desempenamento, ou a substituição do componente afetado.

 

Fonte: Autopapo.